Províncias

Atraso de obras em Cafunga inquieta Governo

André Guto | Cabinda

O governador provincial de Cabinda, Mawete João Baptista, manifestou a sua preocupação com a lentidão que se verifica nas obras de construção do aterro sanitário, em Cafonga, a sul da província de Cabinda.

O governador provincial de Cabinda, Mawete João Baptista, manifestou a sua preocupação com a lentidão que se verifica nas obras de construção do aterro sanitário, em Cafonga, a sul da província de Cabinda.
João Mawete Baptista, que falava durante uma visita às obras, pediu ao empreiteiro maior celeridade, para evitar a acumulação de lixo nos bairros periféricos da cidade. O governador salientou que as autoridades pretendem “que as pessoas respirem um ar puro, por isso, o aterro sanitário é fundamental na higiene da cidade”.
O aterro sanitário, que vai permitir manter limpa a cidade e os bairros periféricos, é o primeiro a ser construído na província de Cabinda. Para concretizar a construção da primeira fase do aterro, o Governo Provincial de Cabinda investiu 300 milhões de kwanzas.
O aterro é constituído por quatro depósitos para concentração do lixo, com uma com capacidade, nesta fase, de 2.444 metros cúbicos de detritos, durante dois anos, período em que se prevê o início da segunda fase do projecto.

Tempo

Multimédia