Províncias

Aumento de universidades fez duplicar número de alunos

O reitor da Universidade 11 de Novembro (UON) referiu na quarta-feira que o movimento estudantil na província de em Cabinda cresceu consideravelmente nos últimos três anos, com a criação de universidades públicas e pólos universitários privados.

O reitor da Universidade 11 de Novembro (UON) referiu na quarta-feira que o movimento estudantil na província de em Cabinda cresceu consideravelmente nos últimos três anos, com a criação de universidades públicas e pólos universitários privados.
Kianvo Tamo disse à imprensa que, durante a apresentação do quadro evolutivo a nível do ensino superior na província de em Cabinda, nos últimos três anos a população estudantil da Universidade 11 de Novembro passou de 2.430 para 5.592.
A província de Cabinda está inserida na região Académica III, com uma universidade pública e duas privadas.
Foram estabelecidas zonas de ensino e investigação nas áreas das ciências da saúde e ensino politécnico, prevendo-se ainda a criação de um centro de ensino e investigação no ramo da engenharia agro-florestal, no município de Buco Zau.
A província conta actualmente com um universo estudantil de 5.592 licenciados, inseridos nas instituições públicas. “Este número pode crescer nos próximos tempos, na medida em que vão surgindo mais estudantes”, disse o responsável.
No domínio das unidades orgânicas, registou-se igualmente um crescimento, pois a universidade pública abarca cinco unidades orgânicas, entre as quais se destacam os institutos superiores de Ciências da Educação e Politécnico, e as faculdades de Medicina, Economia e Direito.

Tempo

Multimédia