Províncias

Cabinda aposta forte no fomento do feijão

Bernardo Capita | Cabinda

O  Instituto do Desenvolvimento Agrário (IDA) vai, nos proximos dias, fomentar o cultivo do feijão, para tornar a província de Cabinda autosuficiente, informou o director da instituição.

O aumento da produção de bens agrícolas faz parte do programa de combate à probreza
Fotografia: Jornal de Angola

Marcos Nhunga disse que a intenção das autoridades é aumentar a produção do feijão, para atingir os níveis de produtos como a mandioca e a banana.Ao falar à margem do encontro nacional sobre o inventário florestal, que decorreu em Cabinda, disse que o assunto está a ser analisado entre o Ministerio da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pesca e Governo da província.
O responsável avançou igualmente que o sucesso da actividade agrícola passa por distribuir aos camponeses locais sementes e garantir-lhes assessoria técnica, para permitir uma produção em quantidade e qualidade, com o excedente para comercialização. />Marcos Nhunga disse que a instituição projecta igualmente a criação de casas de fomento para a­poiar programas de produção a­grícola em zonas rurais. Estas vão ser geridas por técnicos do IDA.
“Temos muitos técnicos com capacidade e experiência, capazes de assegurar com eficiência essas casas de fomento destinadas a a­poiar a produção agrícola”, disse Marcos Nhunga.O director salientou que a assessoria dos técnicos do IDA vai facilitar a actividade dos camponeses de todas as regiões do país a terem posturas diferentes no tratamento dos solos que vão ser cultivados.

Tempo

Multimédia