Províncias

Cabinda forma gestores de empresas

Joaquim Suami| Cabinda

A Faculdade de Economia da Universidade 11 de Novembro, a nível da província de Cabinda, coloca à disposição do mercado de trabalho, dentro do próximo ano, os primeiros mestres em Gestão de Empresas, revelou ontem o decano da referida instituição académica.

Mercado de emprego em Cabinda fica mais competitivo com novos técnicos superiores
Fotografia: JA| Imagens

José Baptista do Rosário anunciou ainda que no mesmo período, além dos referidos mestres, a instituição vai colocar, igualmente, no mercado de trabalho os primeiros licenciados em Contabilidade e Auditoria.
O professor José Baptista do Rosário, que discursava na abertura das quintas Jornadas Científicas da Faculdade de Economia, que decorrem com o lema “Por um bem-estar das comunidades, promovamos uma gestão sustentável das organizações”, realçou que, desde a criação da instituição, em 1999, foram formados 320 licenciados nos cursos de Gestão, Economia e Gestão de Empresas.
Para o presente ano académico, a faculdade tem matriculados 534 estudantes nos cursos de licenciatura em Gestão de Empresas, Economia, Contabilidade e Auditoria, além de outros 24 estudantes que frequentam uma pós-graduação em Gestão Empresarial. O decano sublinhou que a Faculdade de Economia tem vindo a atribuir bolsas de estudo aos seus docentes, para frequentarem o mestrado e doutoramento em várias áreas de investigação científica no país, em França, Espanha, Portugal e Cuba, além de outros incentivos que contribuam para a sua qualidade, na docência e na formação dos  discentes.
José do Rosário disse que as quintas jornadas científicas da faculdade têm como objectivo incentivar a investigação e a produção científica no seio dos docentes e estudantes, e facilitar a consolidação dos conhecimentos já transmitidos.
Nas jornadas científicas são discutidos assuntos que têm a ver com “Os planos estratégicos para a implementação das tecnologias ambientais e para a gestão dos resíduos urbanos em Cabinda", "Impactos ambientais e económicas da gestão de óleos lubrificantes usados" e "A indústria transformadora".
"A estratégia sustentável para escoamento dos produtos, sua perspectiva qualitativa e quantitativa em Cabinda", bem como "A contribuição das parcerias públicas e privadas - um desafio para o aumento do bem-estar das comunidades" são outros temas a serem abordados nas jornadas.
A Faculdade de Economia da Universidade 11 de Novembro, em Cabinda, tem um universo de 45 docentes, dos quais 30 efectivos e 15 colaboradores.

Tempo

Multimédia