Províncias

Cabinda tem novos postos de trabalho

O director provincial de Cabinda da Administração Pública, Emprego e Segurança Social revelou, ontem, que foram criados, nos últimos anos, mais de quatro mil novos postos de trabalho.

Pormenor de uma aula prática de electricidade
Fotografia: JA

O director provincial de Cabinda da Administração Pública, Emprego e Segurança Social revelou, ontem, que foram criados, nos últimos anos, mais de quatro mil novos postos de trabalho.
De acordo com Victor do Espírito Santo, que falava à Rádio Nacional de Angola, estes postos de trabalho foram criados no âmbito do Programa Nacional de Formação Profissional e Combate ao Desemprego e à Pobreza.
Garantiu igualmente que, nos próximos tempos, novas oportunidades vão surgir para a integração dos jovens no mercado de emprego local.
Apesar de ter iniciado a formação profissional apenas em 2005, o Centro de Formação de Cabinda já formou mais de mil jovens em várias especialidades, tendo muitos deles encontrado trabalho no sector das obras públicas, que tem recebido grande parte da mão-de-obra local.
O director assegurou que os jovens da província estão a substituir, paulatinamente, os estrangeiros nas obras públicas. “Neste momento, temos 26 mil trabalhadores identificados, oito por cento dos quais são estrangeiros”, acentuou o funcionário do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social.
“A mão-de-obra estrangeira está muito mais ligada ao sector dos petróleos”, disse, acrescentando que “a nível da construção civil quase deixou de existir, fruto exactamente da formação profissional que nós estamos a implementar desde 2005”.
Victor do Espírito Santo garantiu que a província vai criar mais postos de trabalho em breve, na sequência dos projectos que existem para o desenvolvimento da região.

Tempo

Multimédia