Províncias

Cacimbas dos bairros são desinfectadas

Bernardo Capita | Cabinda

A Secretaria provincial de E­nergia e Águas em Cabinda está a desenvolver uma campanha de desinfecção das cacimbas em diversos bairros, tendo em conta a contaminação da água, resultante das chuvas.

O programa foi aberto pela governadora
Fotografia: Rafael Taty|Cabinda

O programa, aberto oficialmente pela governadora Aldina da Lomba, no bairro Resistência, arredores da cidade de Cabinda, contempla, na primeira fase, o centro urbano, incluindo os bairros Deolinda Rodrigues, Marien Ngouabi, Amílcar Cabral e Resistência, devendo posteriormente estender-se a todos os municípios da província.
O secretário provincial de Energia e Águas, André Massanga, afirmou que a instituição que dirige está a promover a referida campanha devido à época chuvosa, período de maior probabilidade de contaminação das cacimbas, com o escoamento das águas pluviais infectadas com micróbios, fontes de disseminação de muitas doenças entre a população. “A campanha destina-se a desinfectar todas as cacimbas ­existentes nos bairros abrangidos”, disse André Massanga, ao esclarecer que a mesma está a ser assegurada por uma brigada composta por 40 voluntários, entre funcionários do sector e escuteiros da Igreja Católica. O Governo Provincial de Cabinda pretende, com esta desinfecção das cacimbas, garantir a qualidade da água proveniente dessas fontes, prevenir focos de doença proporcionados pela água e, por fim, aconselhar o bom uso da água das cacimbas.
À margem da campanha de desinfecção das cacimbas, o sector leva, ainda, a cabo uma campanha de levantamento dos utentes de torneiras, cuja água provém da rede pública. André Massanga esclareceu que o sector pretende, com esta campanha, conhecer a realidade do serviço de fornecimento de água às populações da região, saber que tem água e em que condições, tipo de consumidor, sua localização e a origem da água consumida pela população.
Ao descrever a importância das duas campanhas, a governadora Aldina da Lomba disse que a  desinfecção das cacimbas vai permitir a redução de doenças e o levantamento do número exacto da população beneficiária de água potável, que é produzida nos sistemas de captação e furos artesianos construídos pelo Governo de Cabinda, no âmbito do programa “Água para Todos”.

Tempo

Multimédia