Províncias

Campanha reúne milhares de cidadãos para limpar ruas da cidade de Cabinda

Bernardo Capita | Cabinda

Milhares de cidadãos de Cabinda e de bairros periféricos, incluindo a governadora provincial Aldina da Lomba, saíram, no último fim-de-semana, às ruas da cidade para participar numa campanha de limpeza e recolha de lixo, no sentido de melhorar o saneamento básico.

Milhares de cidadãos de Cabinda e de bairros periféricos, incluindo a governadora provincial Aldina da Lomba, saíram, no último fim-de-semana, às ruas da cidade para participar numa campanha de limpeza e recolha de lixo, no sentido de melhorar o saneamento básico.
Na campanha, promovida pela Juventude Associada em Movimento (JAM), participaram jovens de várias associações juvenis, além de outros membros do governo da província de Cabinda, efectivos da Polícia Nacional e das Forças Armadas Angolanas, auxiliados por equipamentos convencionais de recolha de resíduos sólidos, como tractores e camiões.
A iniciativa da JAM visou dar resposta ao défice que se regista, nos últimos dias, na recolha de resíduos sólidos por parte de algumas empresas privadas locais que operam no sector do saneamento, o que tem provocado a concentração de muito lixo nos bairros de Cabinda.
A situação de vários amontoados de lixo verifica-se com maior preocupação nas zonas do Tafe, 4 de Fevereiro, Papá Ngoma, daí terem merecido grande atenção ao longo da campanha.
A governadora disse que as autoridades provinciais estão preocupadas com os problemas do saneamento básico e a sua participação directa na campanha visa galvanizar a sociedade sobre a necessidade da limpeza dos locais onde habitam, para se evitar muitas doenças e danos ambientais.
Da Lomba louvou a iniciativa da JAM pela promoção da campanha de limpeza, realçando que o gesto vai contribuir para diminuir os grandes focos de lixo, que, com as águas das chuvas, obstruem as valas de drenagem e invadem as casas dos citadinos. “Essa iniciativa de limpeza serve igualmente para chamar a atenção da população, que é responsável pelo acumular de grandes focos de lixo, mesmo sabendo que as empresas de recolha de resíduos têm estado a distribuir sacos para este fim”, ressaltou.

Operadora de fora

Aldina da Lomba aproveitou para anunciar o fim do contrato de prestação de serviço que o governo da província vinha mantendo com a empresa “Limpa Cab”, por incapacidade desta na recolha de lixo.
A governadora de Cabinda revelou que, nas próximas duas semanas, a província vai assistir a entrada em funcionamento de três novas operadoras.
Os trabalhos de limpeza das valas de drenagem das águas pluviais e da sua cobertura em placas de betão, iniciadas nos últimos três meses, vão continuar, para melhorar a qualidade de vida da população, defendeu  a governadora  Aldina da Lomba.

Tempo

Multimédia