Províncias

Cancro da mama com níveis preocupantes

Leonor Mabiala|Cabinda

A secção do núcleo de oncologia do Hospital Provincial de Cabinda registou, desde Janeiro, 458 casos de cancro de mama, que resultaram em seis mortes, disse, na sexta-feira, naquela cidade, ao Jornal de Angola, sua representante.

A secção do núcleo de oncologia do Hospital Provincial de Cabinda registou, desde Janeiro, 458 casos de cancro de mama, que resultaram em seis mortes, disse, na sexta-feira, naquela cidade, ao Jornal de Angola, sua representante.
Maria da Conceição Capita, que falava a propósito do Dia Internacional da Luta contra o Cancro da Mama, assinalado ontem, afirmou que os números foram obtidos a partir de pessoas atendidas em consultas e que os pacientes que estiveram sob observação tinham entre 15 e 45 anos, que é a faixa “mais atingida pela doença”.
A fonte considerou a situação preocupante e citou o caso de cancro de mama com tumor maligno registado numa rapariga de 13 de anos.
“Foi um caso diagnosticado a partir de consultas de pediatria e encaminhado para a secção de oncologia. Dada a gravidade da situação, a criança foi transferida para o Centro Nacional de Oncologia, em Luanda, onde, duas semanas depois, acabou por falecer”, frisou.

Medidas de prevenção

Sobre as medidas de prevenção do cancro da mama, frisou que no caso particular de mulheres devem evitar o consumo de bebidas alcoólicas, o tabaco e alimentos com excesso de gordura por serem factores de risco. />A melhor forma de se prevenir, disse, é consumir frutas, verduras e fazer consultas de rotina para se detectarem os primeiros sinais da doença, como a presença de nódulos ou pequeno caroço, dores na mama, aparecimento de sangue e pus ou líquido anormal nos mamilos.
A representante do núcleo de oncologia referiu que a falta de um meio de transporte é a principal dificuldade que os serviços têm, pois isso impossibilita a difusão de mensagens sobre a doença junto das populações das zonas rurais.
Apesar da falta dessa lacuna, disse, a secção provincial do núcleo de oncologia realizou, com o apoio do Departamento de Relações Públicas da Chevron, palestras de sensibilização nos municípios sedes de Cacongo e de Belize.
No âmbito da efeméride, o núcleo provincial de Oncologia realizou uma marcha sob o lema “a prevenção está nas suas mãos”, com o objectivo de informar e alertar a população sobre o perigo da doença quando o diagnóstico é feito tardiamente.
A secção do núcleo de oncologia do hospital provincial registou, no ano passado, 506 casos de cancro de mama.       

Tempo

Multimédia