Províncias

Centro de apoio ao cidadão chega à cidade de Cabinda

Leonor Mabiala | Cabinda

A província de Cabinda vai contar, nos próximos tempos, com um centro do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC), anunciou ontem, nesta cidade, o director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS).
 

Vista parcial da cidade de Cabinda
Fotografia: Santos Pedro

A província de Cabinda vai contar, nos próximos tempos, com um centro do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão (SIAC), anunciou ontem, nesta cidade, o director provincial da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS).
De acordo com Victor do Espírito Santo, as obras do futuro centro do Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão vão arrancar ainda este ano, na localidade do Buco-Ngoio.
O empreendimento, segundo o director provincial do MAPESS, visa descongestionar o fluxo de cidadãos que se observa em muitas instituições públicas solicitando serviços.
Victor do Espírito Santo, que falava numa conferência de imprensa, que visou balancear as actividades desenvolvidas durante o ano 2010, disse tratar-se de uma estrutura de extrema importância, que vai congregar várias instituições públicas, a fim criar novo dinamismo no atendimento à população.
O responsável revelou ainda que, do leque de acções previstas para este ano, destaca-se a construção de uma incubadora de emprego e um centro para a criação de pequenas empresas (indústrias ou negócios), sobretudo para os jovens saídos dos centros de formação profissional, uma oportunidade para instalarem as suas próprias empresas.
O centro será uma área que vai revolucionar os talentos da juventude, ou seja, propiciar a criação de negócio próprio, sobretudo para os que estudarem nos centros de formação profissional.
Segundo Victor do Espírito Santo, durante o ano de 2010, o MAPESS local desenvolveu uma série de acções, com destaque para as áreas do emprego, formação, reabilitação profissional e fiscalização.
Na área do emprego, a instituição, disse, registou um total de 6.327 candidatos à procura de emprego, dos quais 5.881 em busca do primeiro posto de trabalho, 393 do segundo, 34 mudança de emprego, quatro desmobilizados do exército.
Em termos de ofertas de emprego, a delegação provincial do MAPESS facilitou a admissão em várias instituições públicas e privadas de 1.566 indivíduos, dos quais 1.376 de sexo masculino.
O responsável disse igualmente que a província dispõe de uma força de trabalho de 29.039 pessoas, sendo 22 mil homens e 6.788 mulheres, em diversos sectores públicos e privados.  

Tempo

Multimédia