Províncias

Cresce o número de salas de aulas

O Governo Provincial de Cabinda trabalha no sentido de construir, o mais rápido possível, 350 salas de aulas, para que mais crianças sejam inseridas no sistema normal de ensino, em condições de comodidade.

Governo provincial trabalha no sentido de serem construídas mais salas de aulas para que todas as crianças sejam inseridas no ensino
Fotografia: André Amaro | Lubango

O Governo Provincial de Cabinda trabalha no sentido de construir, o mais rápido possível, 350 salas de aulas, para que mais crianças sejam inseridas no sistema normal de ensino, em condições de comodidade.
O governador provincial, Mawete João Baptista, disse, sexta-feira, ser aposta do governo de Cabinda apetrechar as escolas em toda a província, com carteiras e ­demais condições essenciais para o seu normal funcionamento, assim como garantir o quadro docente.
“Há dez anos, Cabinda era considerada como uma das províncias, senão a única do país, sem crianças fora do sistema de ensino”, sublinhou o governador, apelando à prudência na abordagem desta questão, porque “agora, com a abertura das vias terciárias, estamos a encontrar muitas crianças em condições difíceis, sem escolas, nem postos médicos”.
O governador reconheceu a existência de muitas crianças a estudar em condições impróprias, debaixo de árvores, sublinhando que esta situação preocupa o governo provincial. “Eu não me atrevo a dizer que as crianças que estudam nessas condições assimilam bem as matérias que lhes são ministradas”, realçou.

Tempo

Multimédia