Províncias

Crianças desparasitadas nas escolas

Leonor Mabiala| Cabinda

Mais de 86 mil alunos do ensino primário de Cabinda foram desparasitados durante a quarta fase da campanha de desparasitação, que decorreu na quarta-feira e ontem, organizada pela secretaria provincial da Educação, Ciência e Tecnologia.

Anualmente o Ministério da Saúde programa vacinações às crianças
Fotografia: Jornal de Angola

Mais de 86 mil alunos do ensino primário de Cabinda foram desparasitados durante a quarta fase da campanha de desparasitação, que decorreu na quarta-feira e ontem, organizada pela secretaria provincial da Educação, Ciência e Tecnologia.
De acordo com o porta-voz da instituição, António Verdade, que ontem prestou esta informação, a campanha em causa visou combater bactérias contraídas pelas crianças em consequência de consumo de água imprópria, de modo a garantir um melhor rendimento escolar.
“A água que se consume, sobretudo em áreas mais recônditas da província, nem sempre apresenta boa qualidade”, disse António Verdade para quem é necessário que se realizem periodicamente campanhas de desparasitação, para que haja algum conforto e bem-estar nas crianças.
A dose única, que contém um comprimido de albendazol, foi administrada aos alunos com idades compreendidas entre os cinco e os 16 anos, inscritos na iniciação à 6ª classe.Para o êxito da campanha, realizada conjuntamente com a secretaria da Saúde, os organizadores contaram com a parceria de várias forças da sociedade, incluindo os encarregados de educação, que mobilizaram os filhos para que estes evitassem faltar nos dois dias da campanha.Na última campanha, o     albendazol foi administrado a mais de 89 mil crianças. “Durante a quarta fase vacinamos mais de 86 mil crianças que frequentam o ensino primário. Na próxima fase, temos prespectivas de vacinar mais crianças”, garantiu António Verdade porta voz da  instituição.

Tempo

Multimédia