Províncias

Debate sobre poliomielite em Cabinda

Técnicos de diferentes laboratórios da província de Cabinda analisaram várias questões relacionadas com a Poliomielite, informou à Angop o chefe adjunto do departamento de Saúde Pública e Controlo de Endemias da Secretaria Provincial.

Campanhas de combate à doença permitiram a redução do número de casos na província
Fotografia: João Gomes

João Pedro disse que o encontro, uma orientação do Ministério da Saúde, decorreu em simultâneo noutras províncias do país e teve como objectivo fundamental debater a questão da erradicação da Pólio no mundo e em particular em Angola.
Dados do Ministério da Saúde apontam que desde a aplicação em 1993 das campanhas de combate à doença, os casos de pólio reduziram, com realce nos últimos três anos, durante os quais não se registou no país qualquer caso.
O encontro visou sensibilizar os técnicos para a vigilância necessária no manuseio das amostras consideradas infecciosas, como forma de evitar o reaparecimento da doença, bem como passar medidas de biossegurança, de como se deve manipular os meios e equipamentos de trabalho nos laboratórios, evitando desta forma o contágio das doenças tanto no pessoal técnico como nos pacientes. No encontro participaram técnicos dos laboratórios de instituições privadas e públicas como Hospitais, centros de saúde, universidades, institutos de saúde, veterinários, empresas petrolíferas, entre outras entidades.

Docentes preparados


Professores da 7ª à 10ª classe na província de Cabinda participam num seminário de capacitação sobre a disciplina de Empreendedorismo.  Os professores são do ensino secundário geral técnico-profissional, de escolas de formação de professores e do primeiro ciclo do ensino secundário. A Secretaria Provincial da Educação, em nota de imprensa enviada à Angop, diz que a formação visa desenvolver competências científico-pedagógicas no ensino de Empreendedorismo. Os temas a debater são “Empreendedorismo no ensino”, “Métodos de ensino de Empreendedorismo”,”Avaliação das aprendizagens”, “Atitude perante o trabalho e o negócio”, “Identificação de oportunidades de negócio” e “Gestão de negócios”.
O seminário tem duração de dez dias, com um total de 100 horas e decorre no Instituto Médio Politécnico do Chiazi.

Tempo

Multimédia