Províncias

Década de paz permitiu melhorar serviços de saúde em toda a região

A província de Cabinda passou a ter mais 39 unidades sanitárias nos últimos dez anos de paz efectiva, afirmou ontem o secretário provincial da Saúde, Carlos Zeca.

Uma vista do Hospital Central de Cabinda
Fotografia: Jornal de Angola

A província de Cabinda passou a ter mais 39 unidades sanitárias nos últimos dez anos de paz efectiva, afirmou ontem o secretário provincial da Saúde, Carlos Zeca.
Em entrevista à Angop sobre os ganhos do sector entre 2002 e 2012, o responsável indicou que há dez anos a província tinha uma rede sanitária de 53 estruturas e actualmente conta com 92.
Das novas infra-estruturas, destacou a construção das unidades 28 de Agosto, Alzira da Fonseca, no Buco Zau, o Hospital Municipal de Cabinda, no Chinga, a Maternidade 1º de Maio, Dispensário Materno Infantil e Centro de Saúde de Povo Grande.
Além disso, foram reabilitados e ampliados o Hospital Provincial de Cabinda, ainda em obras, que passa de 150 para 300 camas. Os hospitais municipais de Cacongo, Buco Zau e Belize beneficiaram igualmente de obras de restauro e ampliação.
O responsável realçou que, com o aumento do número de infra-estruturas de saúde, a província passou a dispor de novos serviços de assistência às populações, como gastrologia, cardiologia, oncologia, urologia, TAC, fisioterapia, radiologia digital e endoscopia, disponíveis nos hospitais provincial e 28 de Agosto.

Tempo

Multimédia