Províncias

Divisão política e administrativa está em análise

Leonor Mabiala | Cabinda

Os membros do Conselho Consultivo de Cabinda, reunidos quarta-feira na sua primeira sessão ordinária, analisaram a proposta de alteração da divisão política e administrativa da província.

A governadora provincial Aldina da Lomba Catembo, que presidiu ao encontro, disse que a proposta da divisão política e administrativa da província tem como principal objectivo aproximar os serviços sociais básicos à população e permitir maior interacção da população com a administração local do Estado. Referiu ainda que a alteração da divisão política e administrativa, cuja proposta foi aos membros do conselho, visa permitir aos governantes conhecer melhor os problemas das populações, de modo a dar solução de forma célere às suas dificuldades.
O encontro discutiu a questão da criação do Conselho de Concertação Social, um órgão de apoio e de consulta do Governo provincial, que vai permitir maior interacção entre governantes e governados, através de debates com temas específicos que produzam propostas e sugestões sobre os problemas que ainda afligem as populações. Este órgão de apoio e consulta, no dizer da governadora provincial de Cabinda, tem como objectivo ajudar o Governo provincial a identificar e dar solução rápida aos problemas que afligem a população, sobretudo os que têm a ver com  a distribuição de água potável, energia eléctrica, estradas, escolas, hospitais de referência e o combate à fome e à pobreza.
A governante informou os membros do conselho que a crise económica e financeira, derivada da baixa do preço de venda do petróleo, exige aos gestores dos órgãos do Estado um maior rigor na gestão do erário público.  Adiantou que, em breve, especialistas ligados aos assuntos económicos e orçamentais são chamadas a esclarecer a população sobre a fase que o país vive.

Tempo

Multimédia