Províncias

Estradas do interior entraram em obras

Bernardo Capita | Cabinda

O Governo Provincial de Cabinda deu início, na localidade de Mabembe, município de Cacongo, às obras de reabertura de vias secundárias e terciárias em algumas aldeias.

As obras de reabilitação de vias secundárias e terciárias de Cacongo são concluídas antes do início da época chuvosa
Fotografia: Lourenço Bule | Menongue

As obras são executadas no troço Tchela/Mandarim/Ntungo, numa extensão de 22 quilómetros, e no flanco Tchela Tumuno, 11 quilómetros.
Os trabalhos são concluídos antes do início da época chuvosa, período de difícil circulação.
A governadora Aldina da Lomba esteve no município de  Cacongo, para constatar a evolução dos trabalhos e avaliar o local onde vai ser construído o pólo turístico de Cacongo.
O regedor de Mabembe, Alexandre Augusto Baxi, manifestou-se satisfeito com as acções do Governo em relação à reabertura das vias e apelou para melhorias no domínio da saúde, principalmente no reforço de enfermeiros e de medicamentos.
Mabembe, que congrega oito aldeias, com cerca de 1.375 habitantes, não tem problemas no domínio da educação.
Uma das maiores preocupações tem a ver com as enormes dificuldades que a população enfrenta devido à falta de água e energia eléctrica.
O secretário provincial de O­bras Públicas, Juliano Capita, a­firmou que as obras em referência se enquadram no Programa de Desenvolvimento de Cabinda e visam uma intervenção profunda nas vias secundárias e terciárias, para proporcionar maior dignidade à população.
O secretário provincial de O­bras Públicas, Juliano Capita, disse que as obras consistem fundamentalmente em terraplenagem, arranjo de drenagens e configuração de plataformas, através de solos apropriados. Antes de visitar as obras de reabertura de vias terciárias no município de Cacongo, a governadora Aldina da Lomba foi observar a evolução dos trabalhos de construção de 500 casas sociais no bairro Zongola, arredores da cidade de Cabinda, inseridas no projecto de urbanização de novas zonas. Nas zonas são colocadas as populações retiradas de regiões inseguras da cidade de Cabinda, dentro do princípio de requalificação dos bairros. “A localidade de Zongola foi seleccionada pelo Governo provincialpara constituir uma das zonas de expansão da cidade, com boas infra-estruturas, para que as pessoas a serem ali instaladas encontrem dignidade humana\\\", sublinhou o secretário provincial de Obras Públicas.

Tempo

Multimédia