Províncias

Existência de casos de ébola desmentida pela governadora

A governadora de Cabinda desmentiu informações postas a circular nas redes sociais segundo as quais foram notificados três casos de ébola na província.

Governadora de Cabinda Aldina da Lomba
Fotografia: Rafael Tati | Cabinda

Aldina da Lomba afirmou que tais notícias não correspondem à verdade, realçando que as entidades sanitárias da província continuam a trabalhar no sentido de prevenir a doença.
“Quero desmentir uma informação que foi publicada nas redes sociais, afirmando que três casos de ébola foram notificados em Cabinda. Nós não temos nenhum caso, é na vizinha República Democrático do Congo (RDC), na província do Equador, onde se regista o surto do ébola, região muito distante de Cabinda”, sustentou.
A governadora da província, Aldina da Lomba, sublinhou que o Ministério da Saúde aprovou um programa de emergência para prevenir o ébola, estando a província de Cabinda também abrangida e, naturalmente, a implementar as medidas de biossegurança para os que estão nas fronteiras e têm contacto directo com as pessoas que entram e saem do país.
A Secretaria Provincial da Saúde de Cabinda já disponibilizou um Centro de Saúde que vai servir para quarentena em caso de existência de algum caso suspeito de ébola e o Ministério da Saúde, semanalmente, manda equipas de vigilância à província, além de terem sido reforçadas as reservas do material gastável e de biossegurança na região, assinalou a governadora.
Aldina da Lomba indicou que se realizam actualmente testes nos principais postos fronteiriços da província aos cidadãos estrangeiros que entram em território angolano para, em caso de suspeita, serem colocados em quarentena.

Tempo

Multimédia