Províncias

Financiamento melhora o ensino na região

Bernardo Capita | Cabinda

A província de Cabinda foi escolhida pelo Ministério da Educação para servir de experiência piloto na execução do Projecto Aprendizagem para Todos, que tem como objectivo trabalhar com as competências de professores e de gestão escolar, para desenvolver um sistema de avaliação sistemática para os alunos.

Capital da província de Cabinda que foi escolhida para a experiência piloto
Fotografia: Bernardo Capita |

O projecto, orçado em 70 milhões de dólares, financiados pelo Executivo e o Banco Mundial, tem a duração de cinco anos e vai beneficiar 500 mil alunos do ensino primário, em todo o país.
O acto do lançamento do projecto contou com a presença da governadora Aldina da Lomba, membros do Governo Provincial, responsáveis de departamentos do sector da Educação, directores e subdirectores de escolas e autoridades tradicionais.
A coordenadora do projecto e directora nacional do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação, Irene Figueiredo, afirmou que o projecto, além de vir a beneficiar 500 mil alunos do ensino primário, em todo o país, estabelece também  como metas, durante o período em execução, melhorar a aptidão técnica e pedagógica a 24.300 professores do ensino primário, 90 monitores de escolas de formação de professores e 254 técnocps das Direcções Provinciais, municipais e comunais da Educação.
A secretária provincial da Educação, Ciências e Tecnologia, Berta Marciano, disse que a tarefa de formar as novas gerações implica um melhor aproveitamento de todos os recursos.
A governadora Aldina da Lomba louvou a iniciativa do Ministério da Educação em promover o projecto e ter escolhida Cabinda para servir de experiência piloto. Afirmou que o projecto vai consolidar o processo de ensino e aprendizagem, por agrupar escolas em Zonas de Influência Pedagógicas.

Tempo

Multimédia