Províncias

Governadora pede atenção às crianças

Bernardo Capita | Cabinda

A governadora de Cabinda alertou para a necessidade da sociedade dar carinho e todo o afecto às crianças, por serem seres inofensivos

A governadora de Cabinda alertou para a necessidade da sociedade dar carinho e todo o afecto às crianças, por serem seres inofensivos. Aldina da Lomba, que falava à imprensa na tradicional cerimónia de entrega de enxoval ao primeiro bebé nascido no novo ano, disse que o crescimento das crianças exige muito carinho e a atenção redobrada dos seus progenitores.
A criança, salientou, continua a ser a prioridade absoluta do Governo Provincial, razão pela qual tudo foi feito para a aprovação da Lei Contra a Violência Doméstica que, entre os vários artigos nela tipificados como crimes, consta o da ausência da paternidade, cometido por muitos pais.
Nesse sentido, condenou o comportamento daqueles que, depois de gerarem filhos, não os assumem e muito menos cuidam da sua alimentação, vestuário e formação. Chamou, ainda, a atenção para o facto de o mesmo estar a acontecer com as mães, que também já começam a abandonar as crianças em contentores e lixeiras.  O director da maternidade de Cabinda, Carlos Tembo, referiu que a sua instituição está permanentemente a melhorar o seu funcionamento para reduzir a taxa de mortalidade materno-infantil, sobretudo com a criação de condições para que os partos sejam cada vez mais seguros. Por isso, pediu às grávidas para se dirigirem à maternidade onde, garantiu, há maior segurança e melhores condições.  A maternidade assistiu, em 2012, cerca de 14 mil partos, mais mil do que no ano anterior.

Tempo

Multimédia