Províncias

Governo local cria cozinhas comunitárias

Bernardo Capita | Cabinda

O Governo da Província de Cabinda vai instalar, a partir do próximo ano lectivo, em todas as escolas do primeiro ciclo, cozinhas comunitárias, para garantir uma alimentação saudável aos alunos e reduzir o absentismo.

O Governo da Província de Cabinda vai instalar, a partir do próximo ano lectivo, em todas as escolas do primeiro ciclo, cozinhas comunitárias, para garantir uma alimentação saudável aos alunos e reduzir o absentismo.
A governadora interina de Cabinda, Aldina Matilde da Lomba, que anunciou o facto durante a cerimónia de reatamento do programa “merenda escolar”, paralisado há três anos, afirmou que o programa de cozinhas comunitárias nas escolas é uma estratégia do Executivo de combate à pobreza e tem como objectivo manter o equilíbrio nutricional das crianças.
As refeições nas cozinhas comunitárias são feitas, de acordo com a governadora Aldina da Lomba, por um grupo de cozinheiras seleccionadas junto das comunidades pela Secretaria Provincial da Família e Promoção da Mulher.
“As cozinheiras já estão a ser seleccionadas e capacitadas sobre os procedimentos de higiene, confecção de alimentos e utensílios domésticos”, disse a governadora.   
A merenda escolar à disposição dos alunos, acrescentou Aldina da Lomba, é composta por dois pacotes de bolacha e de sumo e vai beneficiar 90.568 crianças, da iniciação à sexta classe, até ao final do presente ano lectivo, nos quatro municípios da província de Cabinda.
A governadora interina de Cabinda afirmou também que a merenda escolar é reforçada com outros produtos cultivados localmente, como frutas (laranja e banana), para que os alunos tenham uma alimentação equilibrada.

Tempo

Multimédia