Províncias

Hospital de Cacongo sem radiografias

Bernardo Capita | Cacongo

O Hospital Municipal de Cacongo está há mais de seis meses sem realizar exames de Raios X, por falta de equipamento, informou a administradora Margarida Barros, que considera a situação preocupante, uma vez que os doentes são forçados a percorrer mais de 45 quilómetros até à cidade de Cabinda, para fazerem radiografias.

São necessários mais técnicos de saúde
Fotografia: Jornal de Angola

O equipamento de Raios X, importado o ano passado pela repartição municipal da Saúde, chegou ao município sem alguns componentes, culpa que é atribuida ao importador.A administradora municipal de Cacongo deu estas informações durante uma visita ao hospital, para se inteirar do funcionamento daquela que é a maior unidade sanitária da região.
Quanto à questão do aparelho de Raios X, Margarida Barros disse não ter gostado da situção que encontrou no hospital, daí ter exortado a direcção da repartição municipal da Saúde para junto do importador resolver o mais rápido possivel o problema do equipamento.“Peço que reparem esta falha o mais rápido possível, até porque os pagamentos foram feitos de forma antecipada e a população não pode ser penalizada”, disse a administradora Margaria Barros.
Durante a visita ao hospital, além do serviço de Raios X, a administradora municipal visitou o banco de urgência, laboratório e enfermarias, tendo recomendado melhorias nos serviços.
A administradora de Cacongo disse que a par da falta de equipamento de Raios X, a carência de técnicos em outras áreas de especialidade também é preocupante.
Quanto aos medicamentos e aliementação para os doentes, Margarida Barros assegurou que neste capítulo tudo está bem, pois a iniciativa do Executivo na criação do Programa de Municipalização dos Serviços de Saúde garante o fornecimento regular de fármacos a todas as unidades sanitárias do municipio.

Tempo

Multimédia