Províncias

Jornalistas de Cabinda conquistam prémios

Bernardo Capita | Cabinda

O jornalista Joaquim Suami, do Jornal de Angola em Cabinda, foi o vencedor na categoria de imprensa do prémio provincial de jornalismo edição 2010, com 30 mil dólares, realizado sábado último nesta cidade, mérito conseguido por ter divulgado matérias ligadas ao Campeonato Africano das Nações (CAN) realizado em Janeiro e que a província albergou uma das fases do grupo B.

Governador em exercício (ao centro) posa com os dois vencedores do Jornal de Angola
Fotografia: Rafael Tati | Cabinda

O jornalista Joaquim Suami, do Jornal de Angola em Cabinda, foi o vencedor na categoria de imprensa do prémio provincial de jornalismo edição 2010, com 30 mil dólares, realizado sábado último nesta cidade, mérito conseguido por ter divulgado matérias ligadas ao Campeonato Africano das Nações (CAN) realizado em Janeiro e que a província albergou uma das fases do grupo B.
Na categoria de fotojornalismo, foi distinguido António Soares, também fotógrafo deste matutino, com 30 mil dólares, por ter retratado imagens ligadas à seca que ocorre no mangal da foz do rio Chiloango, numa reportagem de autoria do jornalista Bernardo Capita, merecedor de uma menção honrosa no valor de mil dólares.
O júri do prémio provincial de jornalismo edição 2010, composto pelo jornalista e director do Fundo de Apoio Social (FAS), Silvestre Cabango (presidente), Alfredo Gabriel Buza, docente universitário e vice-reitor da universidade 11 de Novembro (vice presidente), João Alberto Coelho, director provincial das Edições Novembro, Carlos Sambo, jurista, e Armando Elisa, chefe do Departamento de Rádio Televisão e Imprensa da Secretaria provincial da Comunicação Social, atribuiu igualmente menção honrosa ao fotógrafo Rafael Tati, no valor de mil dólares.
O Jornal de Angola foi o órgão mais distinguido nesta edição, com um total de 4 prémios, sendo duas menções honrosas e dois vencedores por categorias (imprensa e fotojornalismo).
Nas categorias de Rádio e Televisão foram dignos vencedores os jornalistas Artur Ferreira, da Emissora provincial da Rádio Nacional de Angola, e Filipe Malonda, do Centro de Produção da Televisão Pública de Angola (TPA). Cada um recebeu igualmente 30 mil dólares.
O prémio provincial de jornalismo foi instituído pelo governo da província de Cabinda há nove anos, e tem como objectivo incentivar e distinguir trabalhos jornalísticos, baseados na criatividade e investigação, bem como valorizar a escrita e a reportagem, promovendo a qualidade e o mérito no exercício da profissão de temas ligados à política, economia, sociedade, cultura, desporto e lazer.
Refira-se que na edição do ano transacto (2009), foram vencedores nas categorias de imprensa e fotojornalismo o jornalista Bernardo Capita e o fotógrafo Rafael Tati, ambos do Jornal de Angola.

Tempo

Multimédia