Províncias

Mão solidária dos uigenses chega à população carente

Bernardo Capita | Cabinda

A Associação dos Naturais e Amigos do Uíge em Cabinda está a promover, nesta cidade, acções de solidariedade destinadas a apoiar as pessoas mais carenciadas, oriundas daquela região e residentes na província, revelou o seu presidente.

Associados promovem acções agrícolas para garantir a dieta das populações locais
Fotografia: Jornal de Angola

A Associação dos Naturais e Amigos do Uíge em Cabinda está a promover, nesta cidade, acções de solidariedade destinadas a apoiar as pessoas mais carenciadas, oriundas daquela região e residentes na província, revelou o seu presidente.
Afonso Figueiredo afirmou que os apoios dados pela associação à comunidade oriunda da província do Uíge se consubstanciam em géneros alimentícios e na compra de caixões, para sepultar as pessoas cujos familiares estejam desprovidos de recursos financeiros para suportar os encargos do óbito.
“Vamos continuar, dentro das nossas limitações, prestar o nosso apoio para que à comunidade da província do Uíge posssa realizar as suas actividades agrícola”, realçou Afonso Figueiredo.
As doações resultam de contribuições dos 245 membros da associação e, neste momento, a Associação dispõe de um fundo de sete mil dólares destinados essencialmente a acções de solidariedade. O presidente da associação adiantou que é intenção da associação promover actividades agrícolas para garantir a dieta alimentar das populações locais e obter mais recursos financeiros a partir da venda de produtos do campo.
“Estamos fortemente apostados em promover a agricultura. Os apoios dados vai ajudar os camponeses associados “, disse o responsável.
“Temos um campo agrícola, embora pequeno, mas faltam-nos tractores. Pedimos ao governo que nos apoie nesse sentido”, explicou Afonso Figueiredo, para quem o acolhimento que a comunidade da província do Uíge recebe da população é excelente e de irmandade.
“Nós convivemos em boa comunhão com os nossos irmãos da província de Cabinda, não temos razões de queixa.”
A ideia da criação da Associação dos Naturais e Amigos da província do  Uíge surgiu da necessidade de ajudar alguns elementos já idosos oriundos daquela província desde 1960 e algures em Cabinda, e também para fazer com que os usos e costumes das suas origens sejam preservados pelos seus filhos nascidos nesta região.  

Tempo

Multimédia