Províncias

Milhares de casas sociais são construídas em breve

André Guto | Cabinda

Mais de cinco mil casas sociais vão ser erguidas, dentro dos próximos dias, em Cabinda, no âmbito de um acordo entre o Governo Provincial e a empresa espanhola Grupo FAHM.

Governo Provincial analisa modelo da obra
Fotografia: António Soares|Cabinda

José Rodrigues Nisa, advogado da referida empresa espanhola, explicou que as casas são, na sua maioria, da configuração T3 e T4, além de umas poucas habitações do tipo T5.
Após uma audiência com a governadora de Cabinda, Aldina da Lomba, o advogado disse que já foram analisados os moldes de implementação do projecto e de outros de carácter económico, que a empresa pretende realizar na província.
José Rodrigues Nisa disse estar satisfeito com o resultado do encontro com a governadora, uma vez que permitiu a criação de uma equipa para fazer estudos dos moldes e dos locais onde vão ser implementados os projectos. Para o efeito foi criada uma comissão multi-sectorial integrada pelos vice-governadores para as áreas técnicas e de infra-estruturas, Otiniel Niemba da Silva, e económica, Romão Macário Lembe, além dos quatro administradores municipais de Cabinda, Cacongo, Buco Zau e Belize.
A governadora Aldina da Lomba destacou o potencial da província nos sectores da agricultura e turismo, tendo vários recursos naturais que podem ser explorados pelos empresários do Grupo FAHM, no sentido de investirem também nas referidas áreas.

Tempo

Multimédia