Províncias

Necuto com mais água potável

Bernardo Capita| Cabinda

Uma estação de captação, tratamento e abastecimento de á­gua, com capacidade de bombear oito metros cúbicos por hora, foi colocada à disposição das populações do Necuto, município de  Buco-Zau, pelo Governo Provincial de Cabinda.

Água potável mais próxima dos cidadãos com a instalação de mais sistemas de distribuição
Fotografia: Paulo Mulaza

O empreendimento social, inaugurado no quadro dos programas de melhoria dos serviços sociais básicos à população, custou aos cofres do Estado 26.917 milhões de Kwanzas e garante o abastecimento de água aos 780 habitantes das aldeias de Caio, Poba e Tchionzo, que, desde, a Independência Nacional, recorriam aos rios e cacimbas para ter água para  consumo diário.
A estação possui um tanque com capacidade de 50 metros cúbicos, que, por via de sistema de gravidade, bombeia água na rede de 4.980 metros de extensão. A estação possui ainda dois fontenários, um simples e outro combinado, instalados em cada uma das aldeias.
A governadora provincial de Cabinda, Aldina da Lomba Catembo, e o embaixador de Portugal em Angola, João Caetano da Silva, testemunharam a inauguração do sistema.
Aldina da Lomba referiu que a melhoria das vias de circulação, energia eléctrica e a construção de escolas e de postos médicos são os passos a seguir, na perspectiva de se ir resolvendo paulatinamente os problemas que mais dificultam a vida daquelas populações do Alto Maiombe. A governadora provincial pediu à população para cuidar bem da estação de tratamento de água e contribuir  para a preservação da paz, porque sem paz, alertou, não é possível ao Executivo desenvolver  projectos sociais no interior da província.
“Temos de preservar a paz, a unidade nacional e continuarmos a ter confiança no Presidente José Eduardo dos Santos”, afirmou a governante.
Ainda no âmbito do programa de melhoria dos serviços sociais foram inauguradas no município de Belize, no bairro Hombe de Baixo, 96 casas das 200 em construção, previstas no programa nacional de construção de 200 casas em cada município do país. Belize ganhou ainda uma escola primária, construída na localidade de Zala de Cima, com a capacidade de albergar 600 crianças.
A escola é de carácter definitivo, com uma área de cerca de 395,25 metros quadrados de ocupação, distribuídos por quatro salas de aula, um gabinete para o director, uma secretaria e parque recreativo.
O regedor André Baza Lubota, agradeceu o gesto do Governo Provincial de Cabinda em ter construído a escola, e realçou que a obra   vai aumentar o número de crianças no ensino e melhorar as condições de trabalho dos professores.

Tempo

Multimédia