Províncias

População mobilizada para dar sangue

Bernardo Capita|Cabinda

A Brigada Jovens Solidários prevê colher até amanhã cerca 250 litros de sangue para potenciar os níveis de stock do produto às unidades hospitalares da província de Cabinda.

Muitas doenças requerem uma transfusão de sangue mas é frequente haver falta
Fotografia: Jornal de Angola

Para o êxito da campanha, estão mobilizados 500 dadores voluntários, entre efectivos das Forças Armadas Angolanas, Polícia Nacional e estudantes das Faculdades de Medicina e Economia.
A abertura da campanha foi presidida pela governadora provincial, Aldina da Lomba, na presença de membros do Governo Provincial, responsáveis do Centro Nacional de Sangue e dos Serviços de Saúde Militar.
As campanhas de doação de sangue são antecedidas de palestras promovidas pela Brigada Jovens Solidários pela Vida, com o objectivo de sensibilizar os dadores para a importância de dar sangue.
A governadora agradeceu aos promotores da campanha pela facto da província de Cabinda ter sido escolhida para albergar o acto de lançamento da Campanha Nacional Alargada de Educação Saudável para a cidadania, denominada “Juntos educar sobre a importância de sangue e da sua doação”.
A campanha representa um valor acrescido na vida das populações de Cabinda e constitui um desafio do Executivo Angolano na redução do peso de doenças transmitidas pela má nutrição e pelas doenças crónicas não transmitidas, pela mortalidade materno infantil e pelos traumatismos causados, salientou a governadora.
Aldina da Lomba reconheceu que muitas dessas doenças requerem transfusão de sangue e muitas vezes há carência do produto em todas as unidades hospitalares do país, só ultrapassada com doações familiares. “Grande parte do sangue para transfusão existente nas unidades é dado pelos familiares dos doentes” disse  a governadora de Cabinda, Aldina da Lomba, que considerou não ser esta a melhor forma.
Giovette Martins, da Brigada Jovens Solidários pela Vida, afirmou que a campanha representa o esforço de doação de sangue daquela instituição, sem fins lucrativos, tem estado a promover em todo país, gesto que tem sido acolhido com satisfação pelas autoridades governamentais de distintas províncias.

Tempo

Multimédia