Províncias

Segurança social expande serviços

Leonor Mabiala | Cabinda

O Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) vai estender a sua actividade a Buco Zau e Belize, norte de Cabinda, para atender os pensionistas e beneficiários dos municípios do interior.

Para isso, está a construir a sua sede na vila de Buco Zau, numa área de 600 metros quadrados. As obras vão ter a duração de três meses e devem custar 70 milhões de kwanzas. Além de contemplar serviços bancários, a sede do INSS vai ainda ter um centro de emprego e outro ligado ao empreendedorismo.
O coordenador nacional do Plano de Qualidade e Sustentabilidade da Segurança Social, Manuel Moreira, disse que a construção da referida infra-estrutura se destina, no quadro da política de expansão da instituição a todos municípios do país, a aproximar os serviços do instituto às populações, facilitar o acesso, encurtar as distâncias e reduzir os gastos das deslocações.
Na sua perspectiva, isto vai contribuir para o aumento do número de empresas contribuintes da Segurança Social e garantir mais postos de trabalho, no processo de desenvolvimento económico e social do município do Buco Zau. />Manuel Moreira considerou positiva a actividade desenvolvida pelo INSS em Cabinda, tendo registado um crescimento de 70 por cento este ano, com o registo de 3.112 contribuintes no primeiro trimestre de 2013 contra os 928 do mesmo período de 2012. Passaram ainda a ser beneficiários 99.079 trabalhadores, contra os 29.079 do ano anterior.
Este crescimento tem a ver com a modernização dos serviços do instituto “on line”, que imprimiram mais dinâmica e rapidez na resolução dos problemas dos beneficiários.  Em termos de perspectivas do INSS, o coordenador nacional do Plano de Qualidade e Sustentabilidade da Segurança Social adiantou que estão em carteira acções de formação e crescimento dos quadros, com formações específicas de nível superior para cursos de mestrado, para contribuir na melhoria da qualidade dos serviços prestados aos cidadãos e na assimilação dos conteúdos ligados à segurança social.

Tempo

Multimédia