Províncias

Sindicalista apela ao respeito dos direitos dos trabalhadores

André Guto|Cabinda

O secretário-geral da União dos Sindicatos de Cabinda (USCA), Pio Tibúrcio, apelou nesta cidade ao respeito pela sua organização e ao exercício da actividade sindical.

Um ângulo da cidade de Cabinda onde decorrem várias actividades para saudar o 1 de Maio
Fotografia: Jornal de Angola

O secretário-geral da União dos Sindicatos de Cabinda (USCA), Pio Tibúrcio, apelou nesta cidade ao respeito pela sua organização e ao exercício da actividade sindical.
O sindicalista, que falava na cerimónia de abertura da jornada alusiva ao Dia Internacional do Trabalhador (1 de Maio), referiu que o cumprimento dos direitos laborais, por parte da entidade patronal, está consagrado na legislação angolana.
Para Pio Tibúrcio, a abertura oficial da jornada sindical representa para os trabalhadores da província “um evento de grande dimensão no contexto do movimento sindical, que em cada ano se converte num eixo de reforço de solidariedade e de unidade entre si ”.
 Sem revelar o número provável dos trabalhadores que vão desfilar no acto provincial do 1º de Maio, nem das categorias alegóricas, o responsável sindical anunciou que, este ano, a organização escolheu como tema central “Mais empregos e melhores salários, para o bem-estar da família”.  Pio Tibúrcio exortou os trabalhadores filiados nos sindicatos de diversos ramos de actividades e não só, a participarem com determinação no desfile do 1º de Maio a decorrer defronte à sede do governo da província de Cabinda.

Tempo

Multimédia