Províncias

Solicitados cursos de pós graduação

Bernardo Capita | Cabinda

A governadora de Cabinda, Aldina da Lomba Catembo, pediu, na terça-feira, em Cabinda, aos novos membros do Colégio Reitoral da Universidade 11 de Novembro, adstrita à Terceira Região Académica, que prestem maior atenção às acções de pós-graduação para docentes.

Aldina Catembo, que falava na cerimónia de apresentação do novo reitor da Universidade 11 de Novembro, João Fernando Manuel, e de quatro vice-reitores, defendeu ser fundamental a utilização de instrumentos de gestão e de avaliação dos docentes, que se baseiam em parâmetros relativos à assiduidade e à produção científica, visando o melhoramento do seu desempenho.
A governadora provincial de Cabinda reconheceu a valiosa contribuição da Universidade 11 de Novembro na formação de quadros superiores que hoje constituem o orgulho da província.
“Desde a criação desta instituição de ensino superior na província, em 1999, já foram licenciados 1.742 estudantes em História, Economia, Direito e Medicina”.
A conclusão das obras do campus universitário, no Caio, foi  descrita pela governadora como uma necessidade imperiosa para a evolução do ensino superior na província, tendo em conta a falta de infra-estruturas que o sector atravessa, o que tem dificultado o ingresso de um número maior de estudantes nesse nível de ensino.
A cerimónia de apresentação do novo reitor da Universidade 11 de Novembro e dos  vice-reitores aos membros do Governo da província foi testemunhada pelo ministro do Ensino Superior, Adão do Nascimento. O ministro Adão do Nascimento pediu aos novos membros do Colégio Reitoral da Universidade 11 de Novembro maior colaboração com os governos das províncias de Cabinda e do Zaire.

Tempo

Multimédia