Províncias

Vila piscatória de Lândana sem autocarros públicos

O administrador do município de Cacongo, João Macaia Tati, disse ontem, à Angop, na Vila de Lândana, que o município tem falta de autocarros.

O administrador do município de Cacongo, João Macaia Tati, disse ontem, à Angop, na Vila de Lândana, que o município tem falta de autocarros.
Grande parte dos funcionários públicos e estudantes, afirmou, percorrem longas distâncias a pé devido à falta de autocarros públicos, que se faz sentir na localidade.
“Estamos preocupados com a situação. Só temos táxis que fazem os percursos Cabinda-Lândana e outros Lândana-Dinge, Lândana-Massabi e vice-versa”, frisou.
Os preços praticados pelos taxistas, referiu, nem sempre são compatíveis com o bolso dos cidadãos, sobretudo dos estudantes e dos trabalhadores da função pública.
O município de Cacongo tem aproximadamente 30 mil habitantes, (duas) comunas (Dinge e Massabi), 64 aldeias, incluindo bairros, e uma extensão de 1.764 quilómetros quadrados.

Tempo

Multimédia