Províncias

Violência preocupa autoridades

Alberto Coelho | Cabinda Lourenço Bule| Menongue

A governadora provincial de Cabinda disse na terça-feira, na cerimónia que assinalou o início do “Natal Solidário”, esperar que em 2016 haja mais acções que acabem com actos que atentam contra a integridade dos menores.

 Crianças pediram numa mensagem que o Governo Provincial desenvolva iniciativas que desencoragem o trabalho infantil e fuga à paternidade
Fotografia: Rogério Tuti



Aldina da Lomba, que falava para mais de 500 crianças, pediu aos pais, educadores, vigilantes e  guias de infância que ensinem às crianças “os valores éticos da sociedade”, como o amor à pátria e respeito pelos símbolos nacionais.As crianças pediram numa mensagem que o Governo Provincial desenvolva iniciativas que desencorajem o trabalho infantil, violência doméstica, tráfego de menores, fuga à paternidade e “outras práticas nocivas que prejudicam” o seu bem-estar.A mensagem sublinha que aquelas práticas são nocivas à integridade física e mental, pelo é preciso maior atenção e carinho das autoridades, dos pais e da sociedade em geral.

Cuando Cubango

Crianças desamparadas de Menongue, na província do Cuando Cubango, com bom aproveitamento escolar receberam brinquedos numa festa antecipada de Natal promovida pelo Instituto Nacional da Criança (INAC) e a Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher.
A festa teve por tema “Solidários com os 40 Anos da Independência Nacional Festejemos o Natal das Crianças”.
A directora Istituto Nacional da Criança lembrou que “a criança é um  ser um muito sensível, que necessita do carinho e amparo de todos para poder crescer saudável”.
Aida Rosalina pediu aos pais que redobrem os cuidados e o controlo das crianças nesta época festiva durante a qual há muitos casos de intoxicação alimentar e de violações sexuais.

Tempo

Multimédia