Províncias

Caconda tem carência de docentes e escolas

Caconda precisa de mais 250 professores e 50 escolas para eliminar o défice do sector em 32 aldeias, disse o chefe da repartição municipal da Educação.

Fotografia: Jornal de Angola

Com aqueles professores e escolas, afirmou, resolvem-se os problemas das aldeias das comunas do Waba, Cusse, Gungui e da sede municipal.
João Correia referiu que a Direcção Provincial da Educação anunciou a realização este ano de um concurso público que permite colocar de imediato mais professores no município.
O chefe de repartição declarou que a intenção é que mais de seis mil crianças entrem no sistema normal de ensino e que a Administração Municipal quer instalar pelo menos uma escola em cada localidade.Sobre o caso dos professores que abandonam as escolas, garantiu que a situação está ultrapassada porque o Governo Provincial está a criar condições de habitabilidade. Este ano há na Caconda, da iniciação a 12ª classe, mais de 48 mil alunos, 1.070 professores e 205 escolas.

Tempo

Multimédia