Províncias

Campanha contra malária teve assistência de consultora

Cerca de 14.451 pessoas foram assistidas com mosquiteiros impregnados e outras medidas, entre Março e Abril deste ano, no município de Luquembo, província de Malange, com vista à redução da malária.

Numa iniciativa da consultora brasileira Soluções em Higiene e Saúde (SHS), a acção envolveu 30 agentes comunitários, devidamente treinados pela empresa
A coordenadora da SHS, Maria Abílio Cruz, disse à Angop que, do número de assistidos, se destacam 1.148 grávidas e 2.923 crianças dos zero aos cinco anos de idade.
A iniciativa foi desenvolvida em parceria com a repartição municipal de Saúde e, no quadro desta assistência, a HSH realizou acções de vigilância e intervenção em saúde de base comunitária, com muitas famílias a passarem a cuidar do lixo convenientemente e adoptarem outras atitudes de prevenção de doenças.
“Estas melhorias crescem educativamente noutros bairros com a formação contínua dos agentes comunitários e actualização das equipas de higiene e saúde, para se aumentar cada vez mais o controlo imunológico de todas as crianças menores de cinco anos”, acrescentou.
Maria Cruz explicou que as actuações de promoção e prevenção dos agentes comunitários despertam a mobilização e integração comunitária, com o objectivo de aproximar a saúde das aldeias, com o apoio das autoridades tradicionais.
 A SHS é uma empresa que opera na formação de agentes comunitários em saúde desde 2007, na província do Huambo. Estendeu-se recentemente às regiões do Kwanza-Norte e do Bengo.

Tempo

Multimédia