Províncias

Campanha de desinfestação começa na cidade do Huambo

Uma campanha de desinfestação visando a eliminação de mosquitos, ratos e baratas teve início, sexta-feira, na província do Huambo.
Na campanha estão a ser usados raticidas e outros produtos para a eliminação de roedores e insectos.

Uma campanha de desinfestação visando a eliminação de mosquitos, ratos e baratas teve início, sexta-feira, na província do Huambo.
Na campanha estão a ser usados raticidas e outros produtos para a eliminação de roedores e insectos. O objectivo do projecto anti-larval, denominado “Angola/Cuba”, é acabar com os vectores de doenças e reduzir a incidência da malária no seio das comunidades.
O director provincial da Saúde, Elias Finde, explicou que o projecto começou na sede provincial, mas será estendido, numa segunda fase, aos onze municípios.
“Vamos aplicar o produto bioraticida e pulverizar as águas estagnadas, para que os mosquitos morram na fase larval,” acrescentou.
Rigoberto Ramirez, coordenador do projecto, disse que o medicamento (bioraticida) não é nocivo para as pessoas.
“Vamos eliminar os ratos, porque são causadores de doenças e prejudicam a nossa economia caseira,” disse. No Huambo, o projecto vai ser coordenado pelo governador da província, Faustino Muteka, que no acto do arranque ouviu explicações do coordenador da campanha, que mostrou os produtos que estão a ser usados.
Amândio Natito Bernardo, supervisor provincial de luta contra a malária, disse que cerca de 80 especialistas vão fazer o trabalho de desinfestação.

Tempo

Multimédia