Províncias

Campanha deixa cidade mais limpa

Leonor Mabiala | Cabinda

Uma campanha de limpeza foi realizada ontem a nível da cidade de Cabinda, no âmbito de um programa que visa manter a cidade limpa e evitar a propagação de doenças por acumulação de lixo.

Operadoras de saneamento e limpeza dispõem de novos meios técnicos para tratar o lixo
Fotografia: Rafael Tati | Cabinda


Enquadrada nas actividades dos 40 anos da Independência Nacional, a campanha de limpeza contou com a participação de  funcionários de diversas empresas públicas e privadas, organismos do Estado, estudantes e a população residente na cidade e nos bairros periféricos.
Para permitir maior participação dos habitantes, o Governo Provincial decretou tolerância de ponto na sexta-feira. O plano estratégico de limpeza consistiu em os munícipes limparem ou a sua área de residência ou a de trabalho. A governadora provincial, Aldina da Lomba, apelou aos moradores da cidade de Cabinda para participarem de forma activa em outras acções de limpeza, para que a capital se mantenha mais limpa.
Para isso, Aldina da Lomba ressaltou o interesse das autoridades provinciais a estudarem mecanismos que permitam a realização de outras actividades do género, num período com intervalos de 15 dias.
O administrador municipal adjunto em exercício de Cabinda, Lourenço Bilolo, disse que a realização desta acção visa melhorar o saneamento básico da cidade, tendo em conta a época chuvosa, para se evitar o surgimento de doenças.
Sobre o aglomerado de lixo a que se assiste nos arredores da cidade, Lourenço Bilolo disse que as empresas de recolha de lixo têm dificuldades económicas, devido à crise financeira que afectou o país, mas esforços vão ser feitos para mudar o referido cenário.
O responsável administrativo garantiu que existe um projecto pré-concebido ao nível do Governo Provincial de Cabinda, com o qual as empresas estão a trabalhar, visando melhorar a recolha de lixo.

Tempo

Multimédia