Províncias

Camponeses do Mucaba têm novo mercado rural

António Capitão | Mucaba

Os camponeses do município do Mucaba têm, desde quarta-feira, um mercado rural na aldeia Kaondo, onde podem comercializar os produtos agrícolas produzidos na região.

Os camponeses do município do Mucaba têm, desde quarta-feira, um mercado rural na aldeia Kaondo, onde podem comercializar os produtos agrícolas produzidos na região.
Inaugurado pelo director provincial da agricultura, pesca e desenvolvimento rural, Eric Lussoki, o mercado comercializa também café e outros produtos industriais, de difícil aquisição naquele município. Eric Lussoki disse que a criação deste mercado rural não visa apenas a comercialização dos produtos produzidos localmente, mais também medir o nível de produção agrícola na região. 
“A criação deste género de mercados enquadra-se no programa do governo que visa facilitar o escoamento dos produtos agrícolas produzidos nas comunidades rurais, mas também revitalizar a comercialização e produção do café”, disse.
O responsável pela agricultura pediu aos camponeses para diversificarem a produção agrícola, tendo em conta a qualidade dos solos da região e a especificidade climatérica que o município apresenta. “Queremos que, para além da produção da mandioca e de milho, os camponeses de Mucaba se dediquem também à horticultura, tendo em conta as características que os solos apresentam e a situação climatérica do município”, advogou.
Eric Lussoki acredita que, com a implementação da cultura de hortaliças, a região pode transformar-se na principal produtora destes produtos e evitar que os mesmos sejam adquiridos noutros pontos do país.
Manuel João, administrador municipal de Mucaba, presenciou o acto de abertura do mercado e enalteceu a iniciativa da direcção provincial da agricultura, pesca e desenvolvimento rural. De acordo com ele, se os agricultores venderem a sua produção isso vai permitir redobrarem esforços para produzirem em maior escala, factor que impulsionará o desenvolvimento do sector agrícola no município. “O maior incentivo para quem produz é vender os seus produtos. Acreditamos que com a criação deste mercado os nossos agricultores vão poder escoar a sua produção e produzir mais para elevar a actividade agrícola no município”, referiu.
Os camponeses de Mucaba puseram à venda, no mercado rural, tubérculos, como mandioca, batata-doce e rena, inhame, hortaliças, bombó, banana e outras frutas.

Tempo

Multimédia