Províncias

Camponeses recebem bens diversos

Kátia Ramos | Ndalatando

A Associação de Camponeses Boa Esperança, localizada na aldeia da Quirima do Hola, a 13 quilómetros da cidade de Ndalatando, recebeu ontem 120 conjuntos de equipamento de trabalho, no quadro de um projecto levado a cabo pela Fundação Lwini e Comissão da Mulher Rural (COMUR).

O donativo é composto por utensílios de cozinha, motorizadas de três rodas e dois moinhos de farinha.
O director nacional do Ministério da Família e Promoção da Mulher, António João, apelou aos agricultores da região e aos associados da Associação Boa Esperança para cuidarem dos materiais entregues.
Frisou que a entrega dos equipamentos vem materializar a promessa feita durante o lançamento do projecto “Horta Familiar”, no mês de Março do corrente ano, pela Fundação Lwini. Os associados têm disponíveis cerca de seis hectares de terra, onde produzem vários tipos de hortaliças, além de três hectares reservados à produção e cultivo de mandioca.
Os responsáveis da associação, composta por 115 membros, dos quais apenas 15 homens, admitem que as três motorizadas vão facilitar o escoamento dos produtos a serem recolhidos nos próximos três messes.
Os camponeses precisam de uma motobomba para desenvolver o seu trabalho, pois a irrigação tem sido manual.

Tempo

Multimédia