Províncias

Candidatos disputam vagas

André Amaro| Lubango

As instituições públicas de ensino superior da cidade do Lubango dispõem de 1.250 vagas para os candidatos que pretendem ingressar pela primeira vez em faculdades.

As instituições públicas de ensino superior da cidade do Lubango dispõem de 1.250 vagas para os candidatos que pretendem ingressar pela primeira vez em faculdades.
O Instituto Superior de Ciências da Educação do Lubango (ISDC), da Universidade Agostinho Neto, tem 910 vagas, a Faculdade de Economia da Universidade Mandume Ya Ndemufaya, 220 e as de Direito e de Medicina dispõem de 30 cada uma.
Apesar de haver mais 50 vagas no ISCED e na Faculdade de Direito em relação ao ano passado, a procura é maior do que a oferta, o que exige dos candidatos maior preparação para conseguir resultados positivos nos exames de admissão.
O Jornal de Angola apurou, junto das escolas de ensino superior que há mais de três mil candidatos à matrícula nos cursos de Economia, Linguística, Matemática, Física, Biologia, Filosofia, Geografia, Química, História, Pedagogia.
O vice decano para os Assuntos Académicos do Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED), Sahando Neto, disse que o número de vagas reflecte o aproveitamento dos estudantes admitidos nos anos anteriores e estão repartidos para o curso regular e pós-laboral.
Na Faculdade de Economia, as vagas estão repartidas são de cem para o curso diurno e 120 para trabalhadores.
 O decano desta Faculdade, César Reis, disse que houve, este ano, o aumento de 20 vagas.
 “Gostávamos de absorver os 600 inscritos, mas a limitação de espaço e o número reduzido de docentes não permite”, afirmou, sublinhando que “a transformação do núcleo de Economia em Faculdade dá autonomia aos órgãos de direcção”.

Tempo

Multimédia