Províncias

Candidaturas abertas na universidade

Leonor Mabiala|Cabinda

A Universidade 11 de Novembro em Cabinda tem disponível, para o presente ano académico, 1.240 vagas dividas pelas faculdades de Direito, Economia, Medicina, Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) e Escola Superior Politécnico de Mbanza Congo, afirmou ontem nesta cidade o vice reitor para os assuntos académicos, Luzayadio André.  

Vários cursos vão ser ministrados
Fotografia: JA

A Universidade 11 de Novembro em Cabinda tem disponível, para o presente ano académico, 1.240 vagas dividas pelas faculdades de Direito, Economia, Medicina, Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) e Escola Superior Politécnico de Mbanza Congo, afirmou ontem nesta cidade o vice reitor para os assuntos académicos, Luzayadio André.  
Das vagas disponíveis, segundo Luzayadio André, 510 são para o ISCED, 390 para a Escola Superior de Mbanza Congo e 220 para a Faculdade de Medicina, enquanto para Direito e Economia foram colocadas à disposição dos estudantes 60 vagas, para cada uma.
As aulas serão vão decorrer no período diurno e pós-laboral, no caso do ISCED e da Faculdade de Economia, devendo a Escola Superior Politécnica de Mbanza Congo aguardar autorização da secretaria de Estado para o Ensino Superior para funcionar em duplo horário.
Luzayadio André referiu que o ISCED vai funcionar com as cadeiras de Matemática, História, Pedagogia, Psicologia e Biologia. A Faculdade de Economia, por seu turno, vai leccionar matérias relacionadas com Gestão e Economia, enquanto a de Direito e Medicina vão ministrar cursos das suas especialidades.
A Escola Superior Politécnica de Mbanza-Congo, na qualidade de instituição nova, vai ministrar disciplinas de Matemática, Física, Química, Psicologia e Gestão de Empresas.  
O académico referiu que pediu aos directores destas escolas para emitirem uma declaração provisória que permita aos alunos realizarem as matrículas, de forma condicionada às inscrições, devido a algumas dificuldades burocráticas.  

Tempo

Multimédia