Províncias

Carência de hotéis em Caculama preocupa dirigentes do Comércio

A falta de unidades hoteleiras e o insuficiente número de casas comerciais em Caculama, 55 quilómetros a leste da cidade de Malange, preocupam as autoridades locais.

A falta de unidades hoteleiras e o insuficiente número de casas comerciais em Caculama, 55 quilómetros a leste da cidade de Malange, preocupam as autoridades locais. O chefe da repartição municipal do Comércio, Indústria, Hotelaria e Turismo, Samuel Sebastião, informou que o município não dispõe de nenhuma infra-estrutura de alojamento dos turistas que vão à região. No domínio do comércio, existem 41 estabelecimentos comerciais, um número que “está muito aquém das necessidades de Caculama”. A rede comercial tem 22 lojas, 15 cantinas, três postos de prestação de serviços mercantiis e uma lanchonete.  O responsável pela rede comercial de Caculama lamentou o facto de as obras de construção do supermercado “Nosso Super”, afecto ao Presild, estarem paralisadas, por motivos que diz desconhecer.
Simão Sebastião apelou aos bancos para que concedam créditos aos comerciantes locais para o desenvolvimento da actividade comercial.

Tempo

Multimédia