Províncias

Casas com blocos de barro facilitam obras de construção

Fernando Neto | Mbanza Congo

O Governo Provincial do Zaire está a incentivar o uso de blocos de barro vermelho e cimento na construção de casas nas comunidades.

Uso de blocos feitos à base de barro vermelho tem menos custos na construção de casas
Fotografia: Adolfo Dumbo | Mbanza Congo

Com esse intuito, está a aconselhar as empresas do ramo a produzirem esse material de construção em grande escala, para abastecer o mercado. O governador provincial do Zaire, Joanes André, referiu que a ideia das autoridades é reduzir os custos elevados da construção de casas pelas famílias e permitir o fomento habitacional na região.
“Em muitas regiões da província, podem ser vistas várias casas construídas, há dezenas de anos, à base de blocos confeccionados com barro vermelho”, salientou Joanes André, quando visitava ontem o estaleiro de uma fábrica de blocos, nos arredores de Mbanza Congo. Neste momento, a referida empresa está a fabricar cerca de mil blocos por dia, material que vai servir para a construção de escolas e casas sociais. Os blocos apresentam técnicas que os tornam mais resistentes, mas os adobes queimados e muito utilizados nos municípios de M­banza Congo, Tomboco e Cuimba são também aconselháveis para a construção de casas.
O engenheiro de construção civil Aureliano Morais, da direcção provincial das Obras Públicas no Zaire, disse que a ideia da utilização de materiais locais visa fazer face ao volume de obras na região. "Este material oferece períodos de durabilidade bastante longos", assegurou o engenheiro.
Aureliano Morais referiu ainda que o adobe constitui um material durável e não permeável, embora acumule humidade, quando em contacto com a águas da chuva. O engenheiro salientou que os blocos feitos de mistura de barro vermelho e cimento são mais resistentes à chuva.

Tempo

Multimédia