Províncias

Casos de fuga à paternidade estão a aumentar em Malanje

Venâncio Víctor | Malanje

Um total de 44 casos de violência doméstica, 23 dos quais de fuga à paternidade, foi registado entre os meses de Janeiro e Fevereiro deste ano na província de Malanje, facto que está a preocupar a Direcção Provincial da Família e Promoção da Mulher (Minfamu).

Casos de violência doméstica continuam a criar a desunião entre as famílias na província
Fotografia: José Soares |Edições Novembro

A directora provincial do Minfamu, Ânsia Salatiel, disse, no termo de uma actividade recreativa enquadrada nas jornadas “Março Mulher”, ter estado a receber várias queixas de país que se furtam a prestar assistência aos filhos.
Com base neste propósito, a responsável garantiu continuar a lutar no sentido de responsabilizar os prevaricadores da lei, referindo que caso haja resistência, os implicados serão encaminhados para os órgãos da administração da justiça, para que cada um assuma a sua responsabilidade familiar. Ânsia Salatiel destacou a realização de palestras e outras actividades de sensibilização no seio das famílias, com vista à protecção da criança, prevista na lei. Destacou a importância da realização de uma série de actividades físicas e recreativas, entre mulheres de vários estratos, que contribuem para a sua saúde e bem-estar social, psíquico e emocional.
Do leque de actividades realizadas no Campo de Futebol da Missão Católica de Malanje, no quadro das jornadas “Março Mulher”, destacam-se os jogos de garrafinha e zero entre outros. Participaram das actividades, as equipas da Rede da Mulher Polícia, Empresa Nacional de Distribuição de Energia (ENDE), Associação de Apoio à Mulher Polícia, Direcção das Finanças e Juventude e Desportos.

Tempo

Multimédia