Províncias

Casos de malária estão a aumentar

O município de Ombadja, naprovíncia do Cunene, registou no primeiro semestre mais de oito mil casos de malária. Na província do Zaire, o município do Cuimba registou nove mil casos revelaram as autoridades de saúde.

O município de Ombadja, naprovíncia do Cunene, registou no primeiro semestre mais de oito mil casos de malária. Na província do Zaire, o município do Cuimba registou nove mil casos revelaram as autoridades de saúde.
José André Emiliano, supervisor da malária no município do Cuimba, explicou que no primeiro semestre deste ano foram registadas 53 vítimas mortais em consequência da doença, na sua maioria crianças menores de cinco anos.
O supervisor da malária disse que nos primeiros seis meses deste ano foram testadas 11.225 pessoas de diferentes idades.
José Emiliano lembrou às autoridades municipais que é necessário o saneamento básico como medida de combate à doença, tendo ainda aconselhado os cidadãos a recorrerem sempre aos postos de saúde, logo no primeiro dia de sintomas da malária.

Situação em Ombadja

O Hospital municipal de Ombadja, província do Cunene, notificou, nos primeiros seis meses do ano, 8.177 novos casos de malária, soube domingo a Angop do chefe para área de estatística da unidade sanitária, Gerson Ladislau Fernando.
Dos casos registados, 17 resultaram em óbitos, devido a complicações ligadas à doença e à chegada tardia dos pacientes ao hospital. As crianças foram as principais vítimas mortais da doença.
Gerson Fernando salientou que para reduzir os casos de malária, os seus serviços têm realizado campanhas de sensibilização junto da população, sobretudo nas zonas rurais, sobre as medidas de prevenção da doença, com destaque para o saneamento básico e o uso de mosquiteiros impregnados com insecticida.

Tempo

Multimédia