Províncias

Casos de violência tendem a diminuir

Victor Pedro | Sumbe

A Direcção Provincial do Cuanza Sul da Família e Promoção da Mulher registou, de Janeiro a Junho do corrente ano, 116 casos de violência doméstica, menos 37 em comparação a igual período do ano transacto, segundo uma nota de imprensa chegada ao Jornal de Angola, na sexta-feira.

Ângulo da cidade do Sumbe
Fotografia: Edições Novembro

Dos casos registados durante o período em análise, destaque para os ligados à violência económica, com 98, psicológica, com 11, e violência física, com sete.
Nos casos registados durante o primeiro semestre, nove foram transferidos para Procuradoria Geral da República e para o Serviço de Investigação Criminal.
O informe aponta que estes resultados foram fruto das acções desenvolvidas pela promoção da mulher junto dos seus parceiros, através de encontros, palestras, seminários e seminários, sobre a lei contra a violência doméstica, problemas que causam a gravidez e o casamento precoce, processo eleitoral, resgate dos valores morais, consequências da violência contra a criança, bem como o papel da família na educação sexual e produtiva, união de facto e economia doméstica.
A educação como factor de transmissão de valores morais na infância, estruturação familiar, importância da mulher na sociedade, o alcoolismo e suas consequências foram temas também em debate.
Foram promovidas igualmente formações sobre mediação e conciliação de conflitos, habilidades de falar em público, gestão de documentação e arquivo, cidadania e elaboração de projectos.O balanço da Direcção da Família e Promoção da Mulher no Cuanza Sul realça o apoio às famílias das vítimas de violência sexual, palestras sobre a igualdade do género, género e empoderamento da mulher, importância da família, fomento de pequenos negócios e importância do registo de nascimento.

Tempo

Multimédia