Províncias

Centro de combustíveis em fase final no Lucala

Silvino Fortunato e André Brandão | Ndalatando

As obras do centro regional de armazenagem de combustíveis, em execução desde Maio de 2008, na vila do Lucala, Kwanza-Norte, estão em fase de conclusão, informou o director provincial da Sonangol Logística, Carlitos Domingos Francisco Neto.

Centro de armazenagem de combustíveis é mais uma obra erguida no quadro da reconstrução económica do país
Fotografia: Nicolau Vasco

As obras do centro regional de armazenagem de combustíveis, em execução desde Maio de 2008, na vila do Lucala, Kwanza-Norte, estão em fase de conclusão, informou o director provincial da Sonangol Logística, Carlitos Domingos Francisco Neto.
Em declarações ao Jornal de Angola, Carlitos Francisco Neto informou que o empreendimento deve ficar concluído em Junho de 2011. O centro de armazenagem vai servir as províncias do Kwanza-Norte, Uíge e Malange.
Actualmente, referiu Carlitos Domingos Francisco Neto, são feitas operações de abastecimento em regime experimental às bombas de abastecimento da província do Kwanza-Norte: ”estamos na fase de ensaios, na recepção e entrega dos produtos aos clientes”.  O centro regional de armazenagem de combustíveis está a ser construído num antigo centro que foi destruído pela guerra, em 1992, e que tinha uma linha de enchimento, uma central de bombagem e um tanque de extinção de incêndios com 170 metros cúbicos de água.
Carlitos Neto disse que na primeira fase foi construído um tanque de prevenção contra produtos contaminados ou casos de derrame de combustível e a construção de um refeitório. Também estão a ser recuperados  três tanques, um para gasolina outro para gasóleo e o terceiro para petróleo iluminante.
Durante a segunda fase das obras foram construídas as instalações administrativas, uma oficina de manutenção, tubagem para descarga de vagões cisternas desde a estação ferroviária, três tanques com 250 metros cúbicos cada um, para gasóleo e petróleo.
Está em fase de acabamento a edificação de um reservatório para 250 metros cúbicos de gasolina e um hangar de enchimento de tambores.
O centro regional vai ter uma capacidade de armazenamento de 1.933 metros cúbicos de combustíveis. Até 1992, o centro destruído armazenava apenas 228 metros cúbicos de gasóleo, 180 de gasolina e 25 de petróleo iluminante. 

Posto médico

O centro tem concluído o posto médico, edifícios de apoio logístico e de segurança e ainda uma oficina. Carlitos Neto Expressou satisfação pelo facto dos trabalhos finais decorrerem a bom ritmo. Lamentou que a empresa construtora tenha dificuldades no desalfandegamento de material no Porto de Luanda.
As instalações em construção servem exclusivamente para armazenar petróleo iluminante, gasolina e gasóleo. O gás butano fica excluído do novo centro. Mas foi identificado um outro local onde posteriormente vai ser construída uma instalação para enchimento de gás.
O primeiro centro de armazenagem de combustíveis e enchimento de gás butano foi construído em 1957, no Lucala, por uma multinacional britânica ligada à exploração de petróleo e funcionou até ao ano de 1992, altura em que foi destruído durante a guerra.
“Está prevista a edificação de novas infra-estruturas com mais capacidade, no bairro Golova, nas imediações da vila do Lucala”, disse Carlitos Neto.
O terreno que foi cedido pela Administração Municipal do Lucala permite construir um centro com capacidade de armazenar mais de cinco milhões de litros de combustível.

Ramal ferroviário

Carlitos Neto anunciou também, para breve, a reposição do ramal ferroviário até às instalações, que foi desactivado durante os trabalhos de reabilitação do Caminho-de-Ferro de Luanda. O combustível vai chegar ao Kwanza-Norte em vagões cisternas de comboios e em camiões.
Para além das actividades económicas, a Sonangol tem projectada a construção de uma escola com seis salas para as crianças dos bairros vizinhos do centro de logística.
A empresa petrolífera vai construir também um quartel de bombeiros na sede municipal do Lucala. Especialistas da empresa têm divulgado informações às populações dos bairros vizinhos sobre a protecção ambiental, prevenção e combate aos incêndios e saneamento básico.
 Carlitos Neto disse que já existem os trabalhadores que vão garantir o funcionamento das instalações e que estão a receber treino em Luanda. Concessionários dos postos de combustíveis aguardam pela inauguração dos tanques de armazenamento no município de Lucala.

Tempo

Multimédia