Províncias

Centro de saúde é construído em Calussinga

Delfina Victorino| Kuito

A construção de um centro de saúde, duas residências para professores e enfermeiros, são estruturas que estão a conferir outro aspecto à comuna de Calussinga, município do Andulo, afirmou a administradora local, Faustina Bundo Martins.

Ângulo de um Posto Médico
Fotografia: Santos Pedro

A construção de um centro de saúde, duas residências para professores e enfermeiros, são estruturas que estão a conferir outro aspecto à comuna de Calussinga, município do Andulo, afirmou a administradora local, Faustina Bundo Martins.
Faustina Martins adiantou ainda que a reabilitação da estrada que liga à sede municipal do Andulo está em fase adiantada, e as obras estão a cargo da empresa Engevia.
Referiu que o sector da Educação precisa de mais apoio por causa do elevado número de crianças fora do sistema escolar.
A administradora reconheceu que alguns empresários locais estão a participar na construção de estabelecimentos escolares.
Pontualizou que as escolas de base existentes estão localizadas maioritariamente nas aldeias e foram erguidas com materiais rudimentares, ao passo que na sede comunal funcionam as escolas do segundo ciclo construídas de raiz. Sublinhou que as aulas são ministradas por professores provenientes de Benguela, Luanda, Huambo e Kwanza-Sul, que mostram predisposição em contribuir para um ensino de qualidade.
De acordo com a responsável da comuna, os professores locais têm beneficiado de superação profissional, no âmbito do programa do ensino à distância. As escolas da sede comunal leccionam até a 9ª classe.
Indicou que o sector da Agricultura possui uma escola para o aperfeiçoamento das técnicas de aplicação de fertilizantes.
O feijão, o milho, a mandioca e hortícolas são os produtos cultivados com maior intensidade. Comerciantes de várias regiões deslocam-se frequentemente à Calussinga, com o objectivo de comercializar produtos agrícolas.
A iluminação ainda não abrange todas as residências e, como alternativa, em algumas aldeias a população consome energia a partir de grupos geradores. A sede comunal conta igualmente com um reservatório de combustíveis que abastece, durante 24 horas, os camionistas que circulam na localidade.
A comuna conta com seis postos de saúde, um na sede comunal e os restantes nas aldeias da Camunda, Ngongo, Unhimba, Nhemba e Ndulo Epalanga, respectivamente.

Tempo

Multimédia