Províncias

Centro de saúde precisa de obras

O centro de saúde da zona fronteiriça de Santa Clara, município de Namacunde, na província do Cunene, ne-cessita de obras, para melhorar as condições de acomodação dos doentes e dos trabalhadores, informou ontem o director da referida uni-
dade sanitária.

Parte frontal do centro de saúde que precisa de ser reabilitado
Fotografia: Edições Novembro

João Gaspar Wakafinda sublinhou que o edifício precisa de renovação da sua estrutura física, pintura, colocação de novas portas, mobiliário e tecto falso.
Informou que o centro existe desde 2008 e nunca teve obras de restauro, pelo que se encontra em estado avançado de degradação.
A par das infra-estruturas, o responsável enumerou a escassez de reagentes, fármacos e material gastável, como luvas e seringas.
O administrador municipal de Namacunde, Frederico Alukeinge, disse que a situação do centro de saúde da zona fronteiriça de Santa Clara é conhecida e tudo está a ser feito para se inverter o quadro, enquadrando o restauro do centro nos programas de investimentos públicos de 2019.
O centro de saúde, assegurado por 14 enfermeiros e quatro médicos, atende diariamente 80 pacientes. Conta com 25 camas e dispõe dos serviços de medicina geral, pediatria, maternidade e banco de urgência.
Santa Clara é a povoação que faz fronteira com a localidade de Oshikango (Namíbia) e tem uma população estimada em 30 mil habitantes, na sua maioria comerciantes e camponeses.

Tempo

Multimédia