Províncias

Centro pré universitário conta com mais finalistas

Genivaldo Fonseca | Malanje

A escola do II ciclo do ensino secundário Nicolau Gomes Spencer de Malanje acaba de colocar à disposição do mercado de trabalho 300 finalistas dos cursos de ciências económicas e jurídicas, físicas, biológicas e humanas.

Curso de Informática é muito procurado
Fotografia: Benjamim Cândido

O director daquela instituição de ensino, Sozinho Tshishinha, disse ontem que, durante o ano lectivo de 2015, foram matriculados 681 estudantes e que os resultados apresentados demonstram que não é a quantidade que conta, mas sim a qualidade, visto que um dos objetivos da instituição é contribuir para a melhoria da qualidade do processo de ensino e aprendizagem.
Sozinho Tshishinha salientou que os alunos formados estão capacitados para responder a qualquer exigência do mercado de trabalho e apelou para a necessidade da materialização dos conhecimentos absorvidos ao longo do período de aprendizagem.
O responsável disse que o desempenho dos estudantes que saem daquela instituição para outros locais é satisfatório, acrescentando que um dos finalistas que concluiu  a décima segunda classe no ano lectivo passado ficou em sexto lugar no concurso nacional caça talentos, organizado pela Sonangol, onde participaram estudantes das 18 províncias do país, tendo a escola Nicolau Gomes Spencer recebido uma menção honrosa.
Disse que a instituição tem também um estudante que beneficiou, no ano lectivo 2013, de uma viatura, no concurso sábado académico, e uma bolsa de estudo na Universidade Agostinho Neto, no curso de engenharia informática.
Sozinho Tshishinha sustentou que a instituição que dirige tem envidado esforços visando o melhoramento do processo de ensino e aprendizagem. A escola do II ciclo do ensino secundário Nicolau Gomes Spencer de Malanje conta com 14 salas de aulas e 85 professores.

Tempo

Multimédia