Províncias

Centro profissional alarga leque de cursos

Kayila Silvina | Mbanza Kongo

Um total de 230 jovens residentes na cidade de Mbanza Kongo foram matriculados no presente ano lectivo para uma acção formativa no centro profissional e Pavilhões de Artes e Ofícios, afectos ao Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP) na província do Zaire.

Província vai formar mais artífices nos próximos meses
Fotografia: Garcia Mayatoko | Edições Novembro

 O curso tem a duração de nove meses e os formandos são capacitados em matérias de carpintaria, informática, alvenaria, canalização, electricidade, decoração, culiná-ria, corte e costura. O director provincial da Administração Pública Trabalho e Segurança Social no Zaire, Tomás Paulo,  disse que, com a aposta na formação, a província  tem nos próximos tempos mão-de-obra qualificada e consequentemente muitos jovens empregados em sectores especializados. “Os formandos devem aproveitar esta oportunidade para se tornarem técnicos qualificados”, disse. Por seu lado, o administrador-adjunto de Mbanza Kongo para a Esfera Económica, Manuel Gomes, disse que a acção formativa permite  aos jovens empreendedores a criação de pequenas empresas. Manuel Gomes exortou  os formandos a “não pouparem esforços e participarem activamente no curso”, para que os ensinamentos leccionados surtam “efeitos proveitosos augurados pelo Executivo”, com vista ao fomento do em-prego nas comunidades. Desde a sua criação, em 2006, o INEFOP, na província do Zaire, já formou 2.449 jovens.

 

Tempo

Multimédia