Províncias

Chuvas desalojam famílias em vilas do Moxico e Bengo

Pelo menos, 830 pessoas foram desalojadas pelas fortes chuvas que caíram no fim-de-semana na Vila de Lumeji, sede municipal da Cameia.

As chuvas estão a causar imensos prejuízos em quase todo o país
Fotografia: Jornal de Angola

Pelo menos, 830 pessoas foram desalojadas pelas fortes chuvas que caíram no fim-de-semana na Vila de Lumeji, sede municipal da Cameia.
Uma nota do Centro de Documentação e Informação do Governo local, citada pela Angop, refere que a chuva, acompanhadas por ventos fortes, destruiu 160 casas e uma escola primária, de construção provisória. A chuva destruiu igualmente postes de luz eléctrica, deixando muitas casas sem energia eléctrica. O município da Cameia está localizado a 102 quilómetros da capital do Moxico.
No município da Quissama, província do Bengo, 45 casas, na maioria de pau-a-pique, ficaram sem telhados, devido às fortes chuvas que, no fim-de-semana, caíram naquela circunscrição.
O chefe da secretaria da administração municipal afirmou, à Angop, que a chuva destruiu o telhado das casas dos bairros periféricos da vila da Muxima, provocando o desalojamento de 45 famílias.  Gastão Kuvukila referiu que a chuva provocou avultados danos materiais, entre os quais electrodomésticos.

Tempo

Multimédia