Províncias

Chuvas torrenciais desalojam famílias

Carlos Paulino | Menongue

As chuvas que caem torrencialmente no município de Menongue, província do Kuando-Kubango, desalojaram 1.904 pessoas em consequência do desabamento de mais de 200 casas.

Mais de 200 casas desabaram desde Dezembro em consequência das chuvas
Fotografia: Carlos Paulino

As chuvas que caem torrencialmente no município de Menongue, província do Kuando-Kubango, desalojaram 1.904 pessoas em consequência do desabamento de mais de 200 casas. Dados provisórios da Administração Municipal de Menongue dão conta que, de 26 de Dezembro a 6 de Janeiro, 50 casas desabaram e 188 ficaram parcialmente destruídas.
A informação foi prestada ontem, em Menongue, pelo administrador municipal, João Chamba, durante uma visita que o governador da província, Eusébio de Brito Teixeira, e os membros da Comissão Provincial de Protecção Civil efectuaram às zonas onde desabaram casas.  
João Chamba afirmou que as chuvas continuam a cair torrencialmente e o número de sinistrados pode aumentar nos próximos dias.
Salientou que neste momento não há meios para acudir aos sinistrados e que a Comissão Provincial de Protecção Civil pediu ajuda a Luanda para minimizar o sofrimento das pessoas afectadas. /> 
Ruas inundadas

 
Algumas ruas estruturantes da cidade de Menongue, que estão em reabilitação, encontram-se inundadas por causa das fortes chuvas que caem diariamente, desde 26 de Dezembro de 2009 e que já causaram a interdição de várias vias na região.
Para minimizar a situação, João Chamba frisou que já contactou a empresa construtora para que, nas próximas horas as ruas sejam desobstruídas.
“É necessário que a empreiteira abra um canal nas áreas que se encontram inundadas, para melhorar o escoamento das águas das chuvas e possibilitar o trânsito rodoviário”, disse o administrador, acrescentando que, enquanto durarem as obras, há uma via alternativa para facilitar o trânsito.
João Chamba apelou à população para acatar as orientações do Governo e apenas construir as suas habitações em áreas seguras.

Tempo

Multimédia